Pesquisar
Close this search box.

conheça o programa

Violência de gênero é tema de livro da Editora da UFRJ

Uma produção do Grupo de Pesquisa e Extensão Prevenção à Violência Sexual da UFRJ.

“Nunca se esqueça de que basta uma crise política, econômica ou religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados. Esses direitos não são permanentes”. A frase emblemática é de Simone de Beauvoir. No Brasil, os direitos femininos são recentes. Apenas no século XIX as meninas puderam começar a frequentar escolas e, posteriormente, faculdades; os direitos políticos, por sua vez, como o voto e a organização em partidos, chegaram no século seguinte; e o mais marcante: a igualdade legal entre homens e mulheres só foi garantida na Constituição Federal de 1988.

Houve avanços, mas a igualdade de gênero ainda não é uma realidade. A violência contra a mulher, em diferentes níveis, se mantém e assusta. Reiteradamente, a impressa divulga notícias que chocam a população. De ataques ao aborto legal a casos de assédio sexual, diversas situações movimentam o debate na sociedade, mostrando quão tênues são os direitos que mulheres.

Lançado em junho pela Editora UFRJ, o livro Violência sexual contra a mulher: abordagens, contextos e desafios é fruto de reflexões desenvolvidas no Grupo de Pesquisa e Extensão Prevenção à Violência Sexual da UFRJ, coordenado pela professora e organizadora da obra, Ludmila Cavalcanti, da Escola de Serviço Social da UFRJ.

A publicação traz uma coletânea de textos que apresentam resultados de pesquisas acadêmicas em conexão com os movimentos latentes na sociedade. Os autores – pesquisadores das Ciências Humanas e da Saúde Coletiva vinculados a diferentes institutos – abordam uma série de percepções da violência sexual no âmbito das relações sociais e chamam atenção para a importância da consolidação de políticas públicas que rompam com as desigualdades e o desrespeito às diferenças.

“Entendemos que o enfrentamento à violência sexual é uma questão de interesse público, e, nesse sentido, a produção de uma coletânea consiste numa estratégia potente para a reflexão e incorporação do tema nas ações das políticas públicas, além de contribuir para a melhoria das ações profissionais. Então convidamos as autoras e os autores que fizeram e fazem parte da nossa trajetória, que prontamente aceitaram nosso convite”, explica a professora Ludmila, em entrevista ao Conexão UFRJ.

Segundo Ludmila, os diferentes textos apresentados apontam a centralidade do tema da violência sexual como uma das expressões da violência de gênero, especialmente dirigida à mulher, no Brasil e no mundo. “Trata-se de um problema social e uma das principais formas de violação dos Direitos Humanos. O reconhecimento da violência sexual como questão de interesse público requer o envolvimento de toda a sociedade para reduzir sua incidência, cabendo destacar neste cenário a contribuição das universidades e institutos de pesquisa no incremento da consciência de cidadania de gênero. Assim, espera-se que a publicação desta coletânea – à disposição de estudantes, pesquisadores, profissionais e gestores –, possa se constituir numa estratégia potente para a reflexão e incorporação do tema nas ações das políticas públicas, bem como contribuir para a melhoria das ações profissionais”, finaliza.

Faça aqui o seu cadastro e receba nossa news

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar