Pesquisar
Close this search box.

conheça o programa

Esse Rio é Meu: Creche Espaço Livre da Criança desenvolve programa aliando sustentabilidade e protagonismo das crianças

Creche fica próxima do Rio Papa-Couve e Rio Comprido.

Localizada na comunidade de São Carlos, no Estácio, a Creche Espaço Livre da Criança vem oportunizando o contato de 59 crianças com a natureza e deixando claro, nas diferentes atividades realizadas, a importância do cuidado e da proteção do meio ambiente. Participando do programa Esse Rio é Meu desde o início do ano, o espaço conquistou a participação de todos em torno do projeto: professores, funcionários, crianças e a comunidade local.

“Já realizávamos atividades voltadas para a preservação do meio ambiente, mas com a implementação da proposta ampliamos nossas ações. Infelizmente, não conseguimos levar as crianças para verem de perto o Rio Papa-Couve e o Rio Comprido (os dois córregos ficam próximos à creche), no entanto, trabalhamos na direção da preservação e, neste sentido, no contexto da reciclagem. Se antes utilizávamos os materiais que iam parar no lixo ou provavelmente nos rios apenas nas datas comemorativas para a produção de algum presente, agora a reciclagem faz parte de na nossa rotina diária e envolvendo todas e todos”, explica a diretora adjunta, professora Fernanda Câmara Udine.

O programa Esse Rio é Meu é desenvolvido em conjunto pela Secretaria Municipal de Educação e pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura do Rio, em parceria com a oscip planetapontocom e a concessionária Águas do Rio – patrocinadora do programa. O objetivo do programa é engajar escolas na recuperação e preservação dos rios. Cada grupo de escolas da rede pública de ensino do Rio ficou responsável por desenvolver ações em torno de um dos corpos hídricos da cidade.

Garrafas de amaciante viram regadores da horta que acaba de ser revigorada no início deste ano, com a plantação de diferentes mudas de hortelã, pimenta, alecrim, salvia e tomate, por exemplo. Garrafas pequenas de pet se transformam em chocalhos, que deram o ritmo do carnaval deste ano. Outras garrafas são utilizadas para a plantação de mudas de plantas que serão, mais tarde, presenteadas às famílias. Tampinhas e papelão se transformam em brinquedos.  Tudo é reciclado.

“Começamos a incentivar as famílias neste sentido. E a todo momento um responsável chega com algum material. Não recusamos nada. Outro dia, uma mãe apareceu com potinhos pequenos de iogurte. Serve? Serve. Ainda não paramos para pensar para quê. Afinal, reunimos os professores para pensar em estratégias e ações de reciclagem a partir do material recebido. Acaba sendo um trabalho que instiga nossa criatividade o tempo todo’, diz Fernanda.

Criatividade que vai disseminando a ideia da sustentabilidade e da responsabilidade de cada um com a proteção do meio ambiente. Um trabalho que vai interligando diferentes áreas do conhecimento e se conectando com a realidade das crianças e da própria creche.

“Procuramos sempre integrar nossas ações de forma interdisciplinar. No nosso Planejamento Pedagógico Anual de 2024, elegemos a música como um tema norteador. Por meio da música, estamos trabalhando desde o pertencimento das crianças até a diversidade do repertório musical. Ao mesmo tempo, a discussão em torno da alimentação saudável é outro tópico importante e que faz parte da nossa rotina. E isso tudo linkado com a questão do meio ambiente, da sustentabilidade”, destaca.

A criançada, matriculada no Maternal 1 e 2, vem curtindo. O contato com a natureza e a possibilidade de criar e imaginar com materiais reciclados aguçam a curiosidade delas. Isso sem falar no acaso que muitas vezes acontece e é, de forma pedagógica e responsável, incorporado à realidade. “Outro dia um passarinho filhote apareceu por aqui, caiu do ninho. Parece que está aprendendo a voar. A mãe vem aqui para alimentá-lo. Está sendo maravilhoso. Temos acompanhado cada ‘episódio’ desta história que envolve natureza, cuidado, proteção, um prato cheio para nossos diálogos com as crianças”, comemora Fernanda.

Por outro lado, é visível o crescimento da participação dos pais e responsáveis que, aos poucos, percebem o valor do descarte responsável do lixo. A proposta da creche, sob direção de Andrea Salvador Ferreira Moraes, é continuar neste sentido, promovendo ações de forma integrada e instigando cada vez mais a participação das famílias, acreditando que mudanças são possíveis para um mundo melhor.

Faça aqui o seu cadastro e receba nossa news

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Categorias

Arquivos

Tags