Evento compartilha histórias inspiradoras na Educação Infantil

Na próxima terça-feira, 22 de fevereiro, às 15h (horário de Brasília), o Conviva Educação realizará uma videoconferência com o tema Histórias inspiradoras na Educação Infantil.

O evento vai apresentar algumas das boas práticas reconhecidas pelo Prêmio Educação Infantil: boas práticas de professores durante a pandemia, em formato de vídeos de professoras e professores que se destacaram na realização de práticas inspiradoras e que priorizaram o protagonismo das crianças. Também será apresentada a publicação “Prêmio Educação Infantil: Análise de práticas pedagógicas alinhadas à Base Nacional Comum Curricular, um compilado de 14 práticas que podem inspirar professores de todo o Brasil a planejarem atividades à luz das premissas da Educação Infantil na BNCC.

O debate vai contar com a participação do presidente da Undime, Luiz Miguel Martins Garcia, Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci/ SP; Mariana Luz, CEO da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal; Dianne Melo, coordenadora de engajamento social do Itaú Social; Rhaisa Pael, pesquisadora colaboradora assistente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília (UnB); Rachel Anõn, sócia fundadora da ponteAponte; professora Simone Claro, uma das ganhadoras do prêmio; e Leila Sousa, líder de projetos na Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal.

A videoconferência é aberta ao público e será transmitida pelo canal da plataforma no Youtube. Para acompanhar, acesse: https://convivaeducacao.org.br/videoconferencia

Prêmio Educação Infantil

Em novembro de 2020, a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, em parceria com a Undime, o Itaú Social e com a parceria técnica da ponteAponte lançaram o Prêmio Educação Infantil: boas práticas de professores durante a pandemia. A iniciativa teve como objetivo principal valorizar a Educação Infantil e reconhecer a importância dos profissionais dessa área, além de evidenciar boas práticas realizadas com as crianças e suas famílias, apesar de todos os desafios impostos pela pandemia da covid-19.

Fonte: Undime

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar