Beth Carmona

O processo de revisão da classificação indicativa foi longo, democrático e contou com a participação de diversos setores da sociedade civil. No nosso entender, é uma discussão saudável, importante e fundamental. É preciso que os produtores de TV se sintam responsabilizados pelo que fazem. É impressionante a força que a televisão tem em nosso país. Em média, os brasileiros assistem à TV de quatro a cinco horas por dia. O impacto é muito grande. Neste sentido, a classificação indicativa é uma orientação. Não estamos diante de um dispositivo que vai cercear a criatividade da tevê. Na prática, a responsabilidade da TV brasileira só será alcançada quando forem sanados os desequilíbrios entre a TV Pública e a TV Comercial.

Beth Carmona
Na época do depoimento, Beth era Diretora Presidente da TVE Rede Brasil, hoje TV Brasil. Depoimento concedido ao site do Rio Mídia, em 2007, logo após a aprovação da portaria 1.22o, sobre a classificação indicativa.

Faça aqui o seu cadastro e receba nossa news

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar