Pesquisar
Close this search box.

conheça o programa

Esse Rio é Meu: escola localizada na Maré investe na mudança de hábitos de consumo e descarte de lixo para ressignificar o entorno da comunidade

Escola Municipal Professor Josué de Castro fica na Vila do João.

Por Marcus Tavares

Você já mediu a sua pegada ecológica? Tem alguma noção do quanto seus hábitos de consumo impactam o meio ambiente? A professora Christiane Lagarto Fontoura sabe e não mede esforços para tentar amenizar as ações. Há mais de 18 anos na direção da Escola Municipal Professor Josué de Castro, localizada na Vila do João, na Maré, Zona Norte do Rio, ela vem desenvolvendo atividades que visam diminuir o impacto e conscientizar funcionários, professores, estudantes e suas famílias sobre a importância da preservação da natureza.

“Nossa escola fica localizada num quarteirão e temos bastante espaço. Há 20 anos, comecei com a comunidade escolar a cercar o muro da escola com muitas plantas e árvores. De tudo um pouco plantamos. Durante a pandemia, já na direção, fiquei pensando no que mais poderíamos fazer. Foi quando decidi construir uma compostagem termofílica para dar conta dos resíduos orgânicos, com a aplicação do método Lages de Compostagem, desenvolvido pela Universidade de Santa Catarina”, explica Christiane.

A tomada de decisão foi um divisor de águas no sentido de convencer funcionários e professores que a escola passaria a trabalhar de um novo jeito para diminuir e reciclar o lixo. “Esse processo iniciado durante a pandemia foi ganhando força e adesão de todos na volta às aulas. Inclusive dos estudantes, que também teriam que participar, sendo corresponsáveis pela separação do lixo”, conta.

E as ações não pararam por aí. Ao lado dos professores, Christiane investiu tempo e recursos na decoração de cada cantinho da parte externa da escola, como a construção de bancos e pergolados. Foi quando então a escola passou a integrar o programa Esse Rio é Meu, no final de 2022. “O programa veio somar, contribuir e reforçar todas as nossas atividades. Com 750 estudantes matriculados e distribuídos do 6º ao 9º anos do Ensino Fundamental, a direção abraçou o projeto e decidiu incorporá-lo de forma interdisciplinar”, conta.

O programa Esse Rio é Meu é desenvolvido em conjunto pela Secretaria Municipal de Educação e pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura do Rio, em parceria com a oscip planetapontocom e a concessionária Águas do Rio – patrocinadora do programa. O objetivo do programa é engajar escolas na recuperação e preservação dos rios. Cada grupo de escolas da rede pública de ensino do Rio ficou responsável por desenvolver ações em torno de um dos corpos hídricos da cidade.

Se a escola já cuidava dos resíduos orgânicos, tinha chegado a vez de tratar também dos resíduos inorgânicos da unidade e doo entorno, que contribuíam ainda mais para a degradação do Canal que passa perto da escola. A ideia começou a ser posta em prática em junho passado, por ocasião do Dia Mundial do Meio Ambiente.

“E neste contexto criamos a Gincana Ecológica, na qual funcionários, professores, estudantes e suas famílias são convidados a separar e reunir materiais inorgânicos para reciclagem. Ao visitar o Canal Avenida 2, Conjunto Esperança, os estudantes viram a quantidade de lixo inorgânico que é descartado de forma errada, comprometendo o ecossistema e a própria saúde dos moradores. O que se viu a seguir foi bem legal. Já recolhemos cerca de uma tonelada de lixo. E o que é melhor conseguimos uma empresa Carioca Recicla que vem na escola e recolhe o material”.

O recurso que a escola recebe com a reciclagem é revertido para a própria unidade. Parte da festa dos Dia das Crianças, marcada para o próximo dia 19 de outubro, está sendo custeada com a ajuda desses recursos.

No dia a dia, professores de diferentes área de conhecimentos vêm explorando o tema. A associação de moradores participa de algumas ações e promove palestras de conscientização. Placas que orientam a população sobre o descarte correto do lixo também foram produzidas e colocadas em lugares estratégicos do entorno da escola.

“Outro dia, uma senhorinha disse que ficou encantada com a palestra sobre a importância de jogar o lixo no lixo. Ela não fazia ideia de como essa simples ação ajuda o meio ambiente. Esse depoimento é só mais um de outros tantos que ratifica o quanto esses e outros programas, como Esse Rio é Meu, são significativos e ainda fazem muita diferença”, finaliza.

Em junho passado, a escola recebeu uma menção honrosa da Câmara dos Vereadores do Rio pelo trabalho consistente e contínuo que vem fazendo em prol da Educação Ambiental.

Faça aqui o seu cadastro e receba nossa news

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar