Teatro infantil com acessibilidade

Está em cartaz, no Rio, a peça Um amigo diferente? Primeiro espetáculo brasileiro para crianças e jovens com acessibilidade.

Está em cartaz, no Rio, Um amigo diferente? Trata-se do primeiro espetáculo brasileiro para crianças e jovens com ampla oferta de acessibilidade e marca o lançamento da campanha Teatro acessível: arte, prazer e direitos – lema de celebração dos 10 anos da Oscip Escola de Gente. De Marcos Nauer, o musical rock é inspirado em livro de mesmo nome de Claudia Werneck, que se tornou uma obra recomendada por Unicef e Unesco como leitura indispensável sobre sociedade inclusiva para crianças e adolescentes.

O musical sensibiliza crianças e adolescentes para perceber que as diferenças estão em todas as pessoas e compará-las é uma perda de tempo, o melhor é aproveitá-las e divertir-se com elas. A peça tem intérprete de Libras e subtitulação eletrônica para pessoas surdas; programas impressos em braile, visita ao cenário e audiodescrição para pessoas cegas; além de atendimento preferencial no caso de pessoas com deficiência motora e/ou mobilidade reduzida.

O espetáculo conta a história de Lucas, um menino de nove anos que sempre foi considerado esquisito pelos vizinhos e colegas de classe. O seu grande sonho mesmo é ser um astro do rock. Na véspera do seu aniversário, o irmão mais velho o desafia a conseguir dois amigos em troca de seu álbum de figurinhas. Lucas topa o desafio e, com a ajuda de seu fiel gato Bandidão, vai tentar de todas as formas encontrar a verdadeira amizade. No percurso dessa aventura, o menino descobre que quanto mais diferentes são as pessoas, mais divertida é a vida. Verdade que os adultos não revelam.

Todas as apresentações são gratuitas e além da temporada aberta ao público a peça terá outras sete sessões voltadas especialmente para escolas públicas e organizações da sociedade civil que atuam pela causa da inclusão.

Um amigo diferente? fica em cartaz até o dia 31 deste mês, com apresentações aos sábados e domingos, às 11h30, para o grande público; e quintas e sextas, em sessões fechadas, para escolas públicas e instituições sociais do Rio de Janeiro.

Para as sessões de sábado e domingo é preciso chegar no mínimo com 30 minutos de antecedência para retirar o ingresso na bilheteria. Para crianças, jovens e adultos com deficiência visual será oferecida visita guiada ao cenário. Para isso, envie e-mail para [email protected] e agende.

A apresentação acontece no Teatro Oi Futuro, localizado na Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo, Rio de Janeiro.

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar