Pesquisar
Close this search box.

conheça o programa

10 dicas para combater o racismo na infância

Conteúdo foi produzido pelo Unicef. Leia, siga e compartilhe. Assista também ao vídeo.

Como você pai, mãe, responsável e educador pode contribuir para uma infância sem racismo? O Unicef lançou, em 2010, a campanha Infância sem racismo, do qual o vídeo acima fazia parte. Na ocasião, a instituição divulgou a lista das dez maneiras de combater a infância sem racismo.

Leia, siga e compartilhe:

1. Eduque as crianças para o respeito à diferença. Ela está nos tipos de brinquedos, nas línguas faladas, nos vários costumes entre os amigos e pessoas de diferentes culturas, raças e etnias. As diferenças enriquecem nosso conhecimento.

2. Textos, histórias, olhares, piadas e expressões podem ser estigmatizantes com outras crianças, culturas e tradições. Indigne-se e esteja alerta se isso acontecer – contextualize e sensibilize!

3. Não classifique o outro pela cor da pele; o essencial você ainda não viu. Lembre-se: racismo é crime.

4. Se seu filho ou filha foi discriminado, abrace-o, apoie-o. Mostre-lhe que a diferença entre as pessoas é legal e que cada um pode usufruir de seus direitos igualmente. Toda criança tem o direito de crescer sem ser discriminada.

5. Não deixe de denunciar. Em todos os casos de discriminação, você deve buscar defesa no conselho tutelar, nas ouvidorias dos serviços públicos, na OAB e nas delegacias de proteção à infância e adolescência. A discriminação é uma violação de direitos.

6. Proporcione e estimule a convivência de crianças de diferentes raças e etnias nas brincadeiras, nas salas de aula, em casa ou em qualquer outro lugar.

7. Valorize e incentive o comportamento respeitoso e sem preconceito em relação à diversidade étnico-racial.

8. Muitas empresas estão revendo sua política de seleção e de pessoal com base na multiculturalidade e na igualdade racial. Procure saber se o local onde você trabalha participa também dessa agenda. Se não, fale disso com seus colegas e supervisores.

9. Órgãos públicos de saúde e de assistência social estão trabalhando com rotinas de atendimento sem discriminação para famílias indígenas e negras. Você pode cobrar essa postura dos serviços de saúde e sociais da sua cidade. Valorize as iniciativas nesse sentido.

10. As escolas são grandes espaços de aprendizagem. Em muitas, as crianças e os adolescentes estão aprendendo sobre a história e a cultura dos povos indígenas e da população negra; e como enfrentar o racismo. Ajude a escola de seus filhos a também adotar essa postura.

Faça aqui o seu cadastro e receba nossa news

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rafael Felix
Rafael Felix
6 anos atrás

É uma grande verdade,fiz um estudo onde falava que uma criança é como uma esponja,ela absorve tudo com muita facilidade e se mostrarmos para elas que não existem desigualdade racial começando dentro de casa, seria uma mente racista a menos no mundo.
Não se nasce racista, se torna racista.

Camila
6 anos atrás

Até um tempo eu era racista mais agora vi que não vou ganhar nada com isso parei agora eu aprendi a valorizar as pessoas e me arrependo muito de antes ter julgado as pessoas pela aparência delas sem achar meu defeito primeiro

Maria Manila conaco
Maria Manila conaco
Reply to  Camila
6 anos atrás

Hum, que graça o mundo teria se todo mundo fosse iguais. Por isso que Deus criou os negros,brancos,etc. Sim somos diferentes mais somos seres humanos e todos nós merecemos respeito não precisamos ser “RICOS” e “BRANCOS” para ganhar respeito. Temos que ser quem somos para ter respeito :3

MEU NOME É MARIA E TENHO 13 ANOS.

Camila
6 anos atrás

Até um tempo eu era racista mais agora vi que não vou ganhar nada com isso parei agora eu aprendi a valorizar as pessoas e me arrependo muito de antes ter julgado as pessoa pela aparência sem achar meu defeito primeiro

Maria Manila conaco
Maria Manila conaco
Reply to  Camila
6 anos atrás

Hum, que graça o mundo teria se todo mundo fosse iguais. Por isso que Deus criou os negros,brancos,etc. Sim somos diferentes mais somos seres humanos e todos nós merecemos respeito não precisamos ser “RICOS” e “BRANCOS” para ganhar respeito. Temos que ser quem somos para ter respeito :3

MEU NOME É MARIA E TENHO 13 ANOS.

Caru
Caru
11 anos atrás

Incrível como ainda hoje precisamos relembrar isso tudo. Num país como o nosso, em que isso tinha de ser mais do que natural, há tempos.

Uma das coisas mais importantes na criação de crianças livres de racismo é DAR O EXEMPLO. Porque não adianta ter o discurso mais bacana do mundo e deixar seu filho perceber que suas atitudes não condizem com ele.

Bora crescer, galera!

a.l.m.c
Reply to  Caru
7 anos atrás

legal que eles ainda lembram isso as pessoas !!!!!!<3

assinado a.l.m.c

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar