Torresmo

Torresmo não teve dúvidas: resolveu sair da fazenda e se aventurar na cidade grande. Leia a história de Artur Melo.

Por Artur Melo, 10 anos
A
luno do 5º ano do Ensino Fundamental, da Escola Sá Pereira

 

 

 

 

Torresmo

Cansado da calmaria da fazenda,
Torresmo fugiu para passear

E para cidade lá foi se arriscar.
E, no meio da agitação,
Sentiu o cheiro de pipocão,
Bem suculento e gostoso.
O cheiro vinha do cinema.
E sem pestanejar
Já estava lá.

Os seguranças bem que o viram entrar
Mas não conseguiram pegar.
Torresmo comeu toda a pipoca.
Fugindo da atendente,
Entrou na sala do filme todo contente

 

Mas deu de cara com uma cena esquisita:
A cozinheira preparava um porco na marmita.
Ele gritou assustado
Deixando todos tão irritados
que queriam matar o pobre coitado.

E sem pestanejar
O porco saiu correndo de lá
Pensando que a fazenda
Era mesmo o melhor lugar.

Categorias

Arquivos

Tags