Pesquisar
Close this search box.

conheça o programa

Conheça os primeiros colocados na 21ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace)

Estudante do Rio de Janeiro conquistou o 1º lugar em Ciências Biológicas.

Saiu a relação dos vencedores da 21ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), que aconteceu no final do mês de março. Os primeiros colocados, nas sete categorias, são oriundos de oito estados: Bahia, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins. Além da conquista da primeira colocação, os autores desses projetos terão a oportunidade de publicarem artigo sobre o projeto no Scientia Prima, periódico da Associação Brasileira de Incentivo à Ciência (ABRIC).

A Febrace é a principal mostra nacional pré-universitária de projetos de ciências e engenharia. Os projetos foram apresentados ao público nos dias 22 e 23 de março, nas dependências da Universidade de São Paulo (USP), na capital paulista. Esta edição contou com 225 projetos finalistas, desenvolvidos por 516 estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal. Os finalistas foram selecionados entre 500 semifinalistas, escolhidos em uma etapa anterior, feita a distância, na qual foram avaliados os 1.800 projetos inscritos. Os projetos foram julgados por professores universitários e especialistas.

Confira os 10 vencedores:


Da Bahia
1º Lugar em Ciências Exatas e da Terra, com o projeto “Produção de carvão ativado de Pithecellobium dulce para a remoção de azul de metileno”, de Caio Nunes Santana, aluno do Instituto Federal da Bahia, no campus de Camaçari, e sua orientadora, a professora Luciene Carvalho.

Do Ceará
1º Lugar em Ciências Exatas e da Terra, com o projeto “Filtro ecológico de baixo custo, para o tratamento de água, feito à base de carvão ativado proveniente da biomassa da jurema preta (Mimosa hostilis) – Projeto TAC”, das estudantes Kalyne Pereira e Lauanda Lima, da Escola Estadual Professor Antonio Rodrigues de oliveira, em Pedra Branca (CE), sob orientação dos professores Francisco Moreira da Silva e Rafael Saraiva da Silva.

De Minas Gerais
1º Lugar em Ciências Humanas, com o projeto “Ilhas do conhecimento – jogo digital desenvolvido para mitigar o déficit pedagógico-cognitivo em tempos de pós-pandemia”, dos estudantes Daniel Correia, Lucas Baçvaroff e Matheus Marques, do Colégio Militar de Belo Horizonte (MG), sob orientação do professor Ronaldo Tavares Gomes.

Do Rio de Janeiro
1º lugar em Ciências Biológicas, com o projeto “Investigação do desequilíbrio metabolômico associado ao câncer”, da aluna Juliana do Carmo Godinho, do Instituto Federal do Rio de Janeiro, no campus da capital, sob orientação das professoras Mariana Stelling e Ananda Bento.

Do Rio Grande do Norte
1º lugar em Ciências Agrárias, com o projeto “Sistema de coleta e armazenagem de água da chuva a partir de materiais de baixo custo, uma alternativa de combate à seca no semiárido nordestino”, da aluna Vitória Sabrina Leite, da Escola Estadual Monsenhor Raimundo Gurgel, de Mossoró (RN), sob orientação do professor Antonio Serginaldo Bezerra.

Do Rio Grande do Sul
1º lugar em Engenharia para dois projetos da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, de Novo Hamburgo (RS): o projeto “Avaliação de processos Fenton na degradação de corantes”, desenvolvido pelas estudantes Julia Renata Andreis e Marcela Casagrande de Oliveira, orientadas pelos professores Paola Del Vecchio e Sandro Marmitt; e o projeto “Uso do grafeno associado à membrana inorgânica nanoporosa para o tratamento da água”, de autoria das alunas Helena Moschetta e Manuela Prado Machado, com coordenação da professora Schana Andréia da Silva.

De São Paulo
1º Lugar em Ciências da Saúde, concedido ao projeto “Autie: aplicativo de suporte para mulheres autistas”, desenvolvido por Isadora Vital, Leticia Ribeiro e Anna Beatriz Gavinho, alunas do Instituto Federal de Suzano (SP), sob orientação das professoras Vera Lucia da Silva e Aluana Silva.

1º Lugar em Ciências Sociais Aplicadas, com o projeto “Desinfopedia: primeira base de dados das fake news no Brasil e análise temática via codificação qualitativa no combate à desinformação”, realizado pelos estudantes João Pedro Sassi e Pietro Quinzani, do Colégio Visconde de Porto Seguro, em São Paulo (SP), com orientação do professor Francisco Tupy.

1º Lugar em Ciências Humanas, com o projeto “Evasão escolar e a desumanização: um estudo à luz do pensamento de Paulo Freire”, de Kamylla Gontijo de Melo, aluna da Escola Alef Peretz, na unidade de Paraisópolis, na capital paulista, orientado pelo professor Ednilson Aparecido Quarenta;

De Tocantins
1º lugar em Ciências Biológicas, com o projeto “Potencial larvicida, inseticida e repelente dos princípios ativos do tucum-mirim (Astrocaryum acaule) no controle de artrópodes transmissores de arboviroses”, de Gustavo Botega Serra, aluno da Escola Santa Teresinha, em Cachoeirinha (TO), e seu orientador, o professor Zilmar Timóteo Soares

Faça aqui o seu cadastro e receba nossa news

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Categorias

Arquivos

Tags