Pesquisar
Close this search box.

conheça o programa

Brasil vai sediar Congresso Internacional de Educação Ambiental, em 2025

Encontro reúne países de Língua Portuguesa e Galícia.

O Brasil vai abrigar em 2025 o VIII Congresso Internacional de Educação Ambiental dos Países e Comunidades de Língua Portuguesa e Galícia. A candidatura foi aprovada por aclamação durante o VII congresso, realizado neste mês em Maputo, Moçambique.

O país levou uma das maiores delegações para Moçambique. Além do governo federal, participaram do encontro representantes de redes de educação ambiental, universidades, organizações não-governamentais e movimentos sociais, entre outros. O congresso reuniu cerca de mil pessoas dos nove países de Língua Portuguesa.

Sob o tema “Educação Ambiental: a chave para a Sustentabilidade”, houve mesas de diálogos, painéis, oficinas, minicursos, visitas técnicas e atividades culturais. Representantes do MMA, do Ministério da Educação (MEC) e da Agência Nacional e Águas (ANA) participaram de reuniões bilaterais e multilaterais para tratar de parcerias nas áreas de pós-graduação, pesquisa e unidades de conservação, entre outras. Em reunião com a ministra da Terra e Ambiente de Moçambique, Ivete Maibaze, os representantes trataram da formalização de uma cooperação bilateral nas áreas de educação ambiental, formação e intercâmbio técnico, Unidades de Conservação e outras áreas protegidas, reciclagem, resíduos sólidos e trabalho de catadoras e catadores.

“Nunca foi tão relevante que as políticas públicas possibilitem o diálogo, a sensibilização, as pactuações e tenham um caráter educador voltado para as mudanças culturais necessárias, que sejam emuladoras de experiências, de outras trilhas a serem percorridas na busca por dignidade, felicidade e bem viver, em que a inovação e a ancestralidade sejam aliadas”, disse o diretor de Educação Ambiental e Cidadania do Ministério do Meio Ambiente(MMA), Marcos Sorrentino, destacando a emergência climática atual. “Para além de uma crise ambiental, é uma crise civilizatória.”

Ele foi ao congresso acompanhado da coordenadora-geral de Educação Ambiental e Cidadania, Thais Ferraresi Pereira. Os representantes do MMA, do MEC e da ANA foram recebidos pelo embaixador do Brasil em Moçambique, Ademar Seabra da Cruz Junior.

“Foram dias de partilha, aprendizados e apresentação de propostas, iniciativas, pesquisas, compromissos e sugestões vindas de vários trabalhos, de possibilidades de construção de novos valores e bases culturais, com vistas à promoção de sociedades sustentáveis, em sintonia com o contexto cultural, político e social dos países lusófonos”, disse Sorrentino.

Faça aqui o seu cadastro e receba nossa news

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar