Pesquisar
Close this search box.

conheça o programa

Português e Matemática

No início do século XXI, quando o atual modelo de ensino é cada vez mais questionado, o que ensinar? Como ensinar?

No início do século XXI, quando o atual modelo de ensino é cada vez mais questionado, o que ensinar? Como ensinar? O que deve ser prioridade no ensino das áreas de conhecimento da Educação Básica? A revistapontocom dá continuidade a série de entrevista que pretende ouvir professores de cada área de conhecimento, com o objetivo de refletir sobre o tema e fazer com que você, leitor, também participe, enviando seu comentário e opinião.

Já abordamos as áreas de História e Geografia. Desta vez, vamos falar sobre Língua Portuguesa e Matemática. Confira as observações da professora Carmen Pimentel, professora de Língua Portuguesa da Uerj, do Colégio Cruzeiro e coordenadora nacional do Proler. Com relação à Matemática, trazemos o olhar de Raul Agostino, autor de livros didáticos e professor do Ensino Fundamental e Médio dos colégios QI, A. Liessin e TTH-Barilan, no Rio de Janeiro.

Confira e participe:

– Língua Portuguesa
Carla Pimentel (clique aqui)

– Matemática
Raul Agostino (clique aqui)

 – História
Keila Gringber (clique aqui)

– Geografia
Marcos Ozório (clique aqui)

Faça aqui o seu cadastro e receba nossa news

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Katia Machinez
12 anos atrás

Ensina-se muita coisa na escola, menos o primordial. APRENDER A APRENDER.
Os alunos não aprendem como estudar, que significa dedicar-se a atividade sistemática de de estilo reconstrutivo. Não é copiar e colar. Não é observar passivamente é questionar, é aprofundar-se no assunto. É estudar pelos livros e com os livros (usar o livro para aprender e não para fazer somente os exercícios mandados). Mas estudar requer esforço, dedicação e disciplina, e o resultado não aparece imediatamente, mas é a longo prazo. Precisamos alertar nossos alunos do perigo da superficialidade o que os deixa vulneráveis a manipulações.
Segundo Demo “Na prática, sabemos já: o aluno que aprende a pesquisar, aprende a aprender, e pode ter peso na sociedade futuramente; os outros ficarão à deriva, esperando oportunidade que eles mesmos não saberiam criar.” (Saber Pensar pag. 89).
Um Abraço,
Kátia

paulo fernando machado
paulo fernando machado
12 anos atrás

Os cursos de português e matemática se transformaram em cursos de advinhação.O que
vai cair na prova ( naõ vale dizer pedaço do teto da escola) ?.Esqueceram de ensinar o básico e de regras simples e claras e transformaram essas disciplinas em “se naõ ficar
quieto,eu coloco mais matéria”,para torturar os alunos.Muito conteudo,muita novidade,pouca leitura,pouca interpretação.A cada aula,um conteudo novo e um aprendizado minimo.Usa-se todo o livro e nada se ensina e nada se aprende.Felicidades

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar