Mapeamento dos Games no Brasil

Estudo do BNDES traça radiografia do mercado brasileiro, que precisa de incentivos do poder público.

Uma radiografia dos games no Brasil e no mundo. É o que traz a pesquisa Mapeamento da Indústria Brasileira e Global de Jogos Digitais, divulgada pelo BNDES e conduzida pela Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo (FUSP).

O trabalho — que ouviu 133 empresas nacionais de desenvolvedores de games — permitiu a formatação de um censo da indústria brasileira do setor e a elaboração de um glossário contendo o vocabulário de jogos digitais.

Acesse aqui o documento.

Segundo a PricewaterhouseCoopers, o mercado mundial de jogos digitais movimentou US$57 bilhões em 2010, enquanto o de cinema, US$ 31.8 bilhões. Em 2011 o setor movimentou US$ 74 bilhões, e as previsões indicam que deverá ultrapassar US$82 bilhões em 2015. “Em 2013, apenas o lançamento do jogo Grand Theft Auto V, que teve o custo de US$ 225 milhões, faturou US$800 milhões em 24 horas, um recorde na história de produtos de entretenimento. O jogo Angry Birds já foi instalado em 500 milhões de celulares. No Brasil, estima-se que o mercado já esteja perto de US$3 bilhões”, destaca o estudo.

O relatório levou cerca de uma no para ser concluído e foi realizado pela Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo (FUSP). A pesquisa deixa claro que existe uma diferença muito grande entre a indústria nacional e os países líderes do setor. “O mercado brasileiro não é maduro como o de outros países e se inserir nele não seria algo simples e barato”, alerta Davi Nakano, vice coordenador da pesquisa.

Categorias

Arquivos

Tags

Você pode gostar